top of page

DEPUTADO DOMINGOS SÁVIO COBRA URGÊNCIA DO GOVERNO POR OBRAS EM RODOVIAS FEDERAIS DE MINAS

Atualizado: 2 de out. de 2023


As condições das rodovias federais em Minas Gerais têm sido amplamente debatidas nos últimos meses. Recentemente, circulou nas redes sociais um vídeo de um motorista comparando as rodovias que fazem a divisa do estado com São Paulo, onde pelo lado paulista as vias aparentavam estar em melhor situação, tanto de estrutura quanto de sinalização. O episódio chamou atenção e, desde então, o assunto vem sendo questionado junto às autoridades competentes. As rodovias federais do estado de Minas Gerais somam 5.302,3 km, sendo eles 4.729 km de malha rodoviária pavimentada e 573 km de malha não pavimentada.


De acordo com uma pesquisa divulgada no dia 18 de janeiro pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), Minas Gerais teve um aumento de 311% na precariedade de suas estradas no ano de 2022. Na última semana, o Deputado Federal Domingos Sávio (PL-MG), à convite do Senador Cleitinho Azevedo (Republicanos), se reuniu com a direção geral do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes), em Brasília, para apresentar as demandas mais urgentes em relação às estradas que cortam Minas Gerais. No encontro, ficou definido que o DNIT ficará responsável por realizar o projeto de duplicação de locais importantes, como a BR-494 no trecho de Divinópolis a Nova Serrana, no Centro-Oeste do estado. “É um dos trechos que precisam de uma atenção muito especial por parte do Governo Federal. Assim como diversas outras rodovias, a 494 já possui uma parte que se tornou área urbana em Divinópolis, sendo utilizada como acesso diário a vários bairros e locais importantes, como a Universidade Federal. A duplicação nessa estrada é uma obra urgente e que precisa ser imediata”, afirmou Domingos Sávio.


Ainda de acordo com levantamento feito pelo próprio DNIT, Minas Gerais possui 65% da sua malha rodoviária com condição de manutenção boa ou regular, 26% péssima e 10% ruim. “O Governador Romeu Zema está fazendo um grande esforço quanto às rodovias estaduais, mas o Ministério da Infraestrutura, assim como o DNIT, precisa tomar uma medida emergencial quanto às federais. Além da BR-494, temos a BR-464, na região de Delfinópolis, que sofre há anos com as más condições. Os projetos precisam ser elaborados e colocados em prática o quanto antes”, concluiu Domingos Sávio.


A expectativa é de que os valores investidos nas obras e recuperações de rodovias federais em Minas Gerais, até dezembro, cheguem a R$ 1,266 bilhão.

Comentários


bottom of page