top of page

Domingos Sávio cobra recursos para ampliar número de leitos em Hospital de Fabriciano

Investimentos do Estado podem consolidar o município como polo regional de saúde

Lideranças políticas se reuniram nesta sexta-feira, 24 de abril, para solicitar ao Governo de Minas Gerais o repasse de recursos para o Hospital Doutor José Maria Morais, em Coronel Fabriciano, que é o único a fazer atendimento 100% SUS no Vale do Aço. O pedido é para que o Estado libere cerca de R$ 4 milhões que serão investidos na conclusão de obras e abertura de 59 leitos para o atendimento da população do município e cidades vizinhas.

Os recursos são aguardados como parte do Plano de Contingência da Microrregião do Vale do Aço para o enfrentamento ao coronavírus. Com o investimento, Coronel Fabriciano teria capacidade de ampliar o atendimento em saúde durante e depois da pandemia.

Domingos Sávio defendeu a importância de consolidar o município como uma referência regional em saúde. “O Governo deve priorizar a liberação desses recursos porque estará estruturando um hospital que já pertence ao Estado e vai atender a uma macrorregião, formada por várias cidades”, afirmou.

O prefeito de Coronel Fabriciano, Dr. Marcos Vinícius, reforçou que a abertura de 59 leitos vai tranquilizar a população. “Diante do atual cenário provocado pelo coronavírus, para voltarmos à normalidade a saúde tem que ter condições de atender a todos”, disse.

O secretário de Estado de Governo, Igor Eto, reconheceu a importância estratégica do investimento e anunciou que vai tratar a proposta com o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral. “Vamos analisar o pedido junto à Secretaria de Saúde para apresentarmos uma resposta o mais rápido possível”, informou.

Também participou da reunião e fez coro às reivindicações o deputado estadual Tito Torres (PSDB/MG).

Comentários


bottom of page