top of page

Nível do Lago de Furnas é pauta para reunião em Brasília

Atualizado: 18 de jul. de 2023



Proposta apresentada por Domingos Sávio é elaborar um planejamento hídrico que concilie geração de energia com atividades econômicas

Garantir a produção de energia elétrica e, ao mesmo tempo, estimular a crescente atividade econômica nos 34 municípios do entorno do Lago de Furnas é o ponto de partida para a elaboração de um planejamento hídrico que alinhe eficiência energética com fomento à geração de emprego e renda, a partir do agronegócio e do turismo.

A criação desse marco para desenvolvimento sustentável do “Mar de Minas” foi pauta para encontro entre o presidente de Furnas Centrais Elétricas, Luiz Carlos Ciocchi, com o deputado federal Domingos Sávio, em Brasília, nesta terça-feira, 18 de fevereiro. Também participaram da reunião os deputados federais Dimas Fabiano e Odair Cunha.

Os parlamentares defendem a revisão do atual modelo de exploração dos recursos hídricos. A proposta é manter o nível do reservatório em condições de ser também utilizado para a prática de esportes náuticos, lazer e entretenimento, bem como o desenvolvimento de técnicas agrícolas.

Nós, deputados federais, temos um objetivo em comum. E, assim como toda a bancada mineira, temos nos preocupado com a situação do Lago de Furnas. Por isso, chegou a hora de cobrar uma solução”, afirmou Domingos Sávio.

Temos a clareza de que o problema é serio e afeta atividades de vários setores. Estamos falando de uma das maiores usinas hidroelétricas do Brasil e, resolver essa situação, começa por um entendimento com a direção de Furnas envolvendo, naturalmente, o Operador Nacional do Sistema e o Ministério de Minas e Energia”, completo o deputado.

Nível de água elevado durante todo ano

Domingos Sávio afirmou ainda que é preciso o reservatório ter a vazão controlada e, consequentemente, todos possam conviver com o nível de água mais elevado durante todo o ano.

Foi essa segurança que o presidente de Furnas passou aos parlamentares ao destacar a iniciativa de reunião. “Coloco-me à disposição para uma reunião mais amplia com toda a bancada de Minas com o objetivo de explicar todo o processo, como isso é integrado no nosso Sistema. O objetivo de se buscar uma solução é nobre e interessa à população daquela região, ao Estado de Minas, ao Brasil e as nossas empresas. Furnas tem todo o interesse nesse completo diagnóstico a ser feito. E, a nossa esperança é de que, a partir dessa reunião, possamos ter os elementos necessários para fazer a revisão do planejamento e atender ao uso múltiplo da água do Lago de Furnas”, afirmou Ciocchi.

O que nós queremos é que o Operador Nacional do Sistema reveja o planejamento de geração de energia elétrica no reservatório. Não podemos conviver com o atual nível de volume útil do Lago”, destacou Odair Cunha. “Precisamos unir forças para solucionar o problema de Furnas definitivamente”, completou Dimas Fabiano.


Commenti


bottom of page